logo_express.jpg

Edição 02 - 22 de outubro de 2009_

Monitoramento do Programa Cooperativo
de Novos Cultivares em SC

Visita faz parte das atividades do PCNC na busca de cultivares diferenciados

001.jpgRecentemente, o coordenador do Setor de Sementes e Mudas do IPEF, Israel Gomes Vieira, visitou o viveiro florestal Chácara da Terra, em Barra Velha, SC, que utiliza sementes do instituto. Os objetivos da visita foram avaliar os experimentos do Programa Cooperativo de Novos Cultivares (PCNC), orientar manejos de plantios comerciais e sugerir melhorias no sistema de produção de mudas. Na oportunidade proprietários da região foram orientados no que se refere ao aprimoramento da produção de mudas clonais e seminais. “O sistema de produção de mudas é via seminal, mas está migrando parcialmente para a propagação vegetativa”, explica o coordenador.

Os resultados preliminares do PCNC revelaram materiais com potencial de adaptação, com destaque para a tolerância à ferrugem, um dos problemas do plantio de eucalipto na região. “Os testes continuarão a ser manejados e estão agendados inventários para os meses de novembro e dezembro”, disse Vieira. Segundo ele, o IPEF está ampliando os experimentos com o PCNC na região, onde neste mês de outubro foram implantados novos cultivares para testes.

Parceria

A aproximação entre o IPEF e os produtores do estado de Santa Catarina se deu em novembro do ano passado, quando eles visitaram o instituto e a empresa Eucatex, a fim de buscar tecnologias, na área de plantio e manejo e materiais genéticos para as regiões costeiras do estado. Na ocasião, foram adquiridos testes compostos de clones comerciais e testes do projeto de novos cultivares.

Para mais informações sobre o Programa Cooperativo de Novos Cultivares, acesse o site do IPEF: http://www.ipef.br/pcnc/

hr.gif

Viabilidade de implantação de Pólo Florestal Sustentável é discutida na Bahia
Pólo Florestal Sustentável dará apoio aos produtores da região oeste da Bahia

A viabilidade de implantação do Pólo Florestal Sustentável na região oeste da Bahia foi o assunto tratado durante reunião promovida por produtores de florestas da região, entre os dias 30 de setembro e 02 de outubro.

O encontro contou com a presença do diretor de políticas florestais da Bahia, Plínio Augusto de Castro Lima, e do coordenador técnico do Setor de Sementes e Mudas do IPEF, Israel Gomes Vieira. Na ocasião foram visitados os experimentos do Programa Cooperativo de Novos Cultivares no oeste da Bahia. Segundo Vieira, existem nove experimentos com trinta e quatro cultivares implantados em oito locais estratégicos e quatro deles foram visitados. “Há muitos materiais com potencial de desenvolvimento e foi sugerido o incremento de novos cultivares e experimentos na área de nutrição”, explicou. Além disso, foi designado um técnico, Thiago de Freitas Davel, que esteve na Estação Experimental de Ciências Florestais de Itatinga, no início de outubro, a fim de receber treinamento e iniciar o acompanhamento específico dos experimentos na Bahia.

hr.gif

Participação em Encontro Regional
Tema do Encontro se enquadrou das atividades do projeto TUME da Esalq/USP

O IPEF participou do 2º Encontro Regional da Cultura do Eucalipto, em Adamantina, SP, com a apresentação do tema “Indicação de espécies de Eucalipto de acordo com suas finalidades”. O evento, que tem o apoio da Casa de Agricultura de Adamantina e do Núcleo de Produção de Sementes de Lucélia, contou com cerca de 140 pessoas, em sua maioria pequenos e médios produtores rurais da região paulista.

Como parte do evento, os produtores visitaram o projeto Teste de Uso Múltiplo de Eucalyptus (TUME), da Esalq/USP, implantado em Adamantina, na sede do Pólo da Alta Paulista, que pertence à Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA).

hr.gif

IPEF irá analisar sementes nativas para
programa do Ministério da Agricultura

Trabalho com espécies nativas é o destaque do Programa

O IPEF irá participar da “Validação de metodologias para análise de germinação de sementes de espécies florestais nativas", parte do trabalho de um grupo vinculado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que está revendo os procedimentos de análise existentes. O grupo montou processos de análise para florestas nativas e 13 institutos irão testar a nova metodologia.

002.jpgNo início de novembro, o Setor de Sementes e Mudas do IPEF receberá 400 sementes, das espécies Ipê verde (Cybistax antisyphilitica) e Faveiro (Dimorphandra mollis), além da descrição dos protocolos, que definem a metodologia das análises de acordo com as particularidades de cada espécie.

Outros 12 laboratórios executarão as análises: o Centro Nacional de Pesquisa de Milho e Sorgo (CNPMS) e o Centro Nacional de Pesquisa de Recursos Genéticos e Biotecnologia (Cenargen), ambos da Embrapa, a Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária (Fepagro/RS), a Universidade Federal de Lavras (UFLA) e a Associação Paulista dos Produtores de Sementes e Mudas, através dos laboratórios LASO/CATI/SP, LASO/CLASPAR/PR, LASO/CLASPAR/PR, LASO/LANAGRO/GO, LASO/LANAGRO/MG, LASO/LANAGRO/PA, LASO/LANAGRO/PE e LASO/LANAGRO/RS.

O programa está sendo financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), órgão ligado ao Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), que concede incentivo à pesquisa no Brasil. Em processos de validação de sementes de espécies florestais geralmente a comunidade científica é consultada.

Publicado exclusivamente via eletrônica, o IPEF Express não possui periodicidade definida e visa agilizar a divulgação de notas e informações da Diretoria, Coordenadorias do IPEF, seus Programas Cooperativos e atividades correlatas.

Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
http://www.ipef.br - ipef@ipef.br
Copyright 2009 IPEF. Reprodução permitida desde que citada a fonte.