logo_express.jpg

Edição 12 – 21 de maio de 2010_

Viagem à Austrália possibilita contato com iniciativas de melhoramento florestal do país

IPEF organiza excursão técnica que beneficiará empresas e universidades

Observações de campo em áreas naturais da Austrália, visita a uma empresa do ramo florestal, à University of Melbourne e à University of the Sunshine Coast, com foco em seus estudos, e a institutos de pesquisa que atuam na comercialização de sementes, pólen e materiais genéticos de eucalipto, tais como QDPI (Queensland Department of Primary Industries) e CSIRO (Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation). Esse é o roteiro de uma viagem corporativa à Austrália que está sendo promovida pelo IPEF.

Programada para o período entre 27 de maio e 13 de junho, a iniciativa conta com a participação de pesquisadores de universidades e representantes de empresas do setor florestal. A Esalq/USP será representada pelo engenheiro Rildo Moreira e Moreira, e a Unesp pelos professores Edson Seizo Mori, Mário Luiz Teixeira de Moraes e Rinaldo César de Paula. Participam ainda as empresas: ArcelorMittal (Eduardo Pinheiro Henriques), Bahia Specialty Cellulose (Silas Zen), Cenibra (Antonio Rosado), Conpacel (Alex Passos dos Santos e Richard José Respondovesk), Duratex (Raul Chaves), Fibria (Fernando Bertolucci e Aurélio Aguiar), e Papeles Venezolanos C.A. (Mário Cesar Gomes Ladeira e João Leite de Souza). A empresa de mídia Painel Florestal também marca presença, através do jornalista Paulo Cardoso. Representando o IPEF estarão Paulo Henrique Muller da Silva e Israel Gomes Vieira.

O objetivo é que a equipe conheça os trabalhos desenvolvidos no país no que se refere à cultura do eucalipto e ao melhoramento florestal. Como motivação está a possibilidade de adquirir material genético australiano, que se refere a sementes e pólen de diversas espécies de eucalipto do país.

Essa aquisição se destaca pelo caráter corporativo, já que os pesquisadores participantes compartilharão suas experiências para selecionar os materiais e os custos de importação serão rateados entre as instituições, o que facilita o processo.

O benefício é representado pela possibilidade de introdução e reintrodução dos materiais adquiridos em programas de melhoramento das empresas, além de maximizar o potencial das pesquisas realizadas no IPEF, em conjunto com Esalq e Unesp.

Publicado exclusivamente via eletrônica, o IPEF Express não possui periodicidade definida e visa agilizar a divulgação de notas e informações da Diretoria, Coordenadorias do IPEF, seus Programas Cooperativos e atividades correlatas.

Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
http://www.ipef.br - ipef@ipef.br
Copyright 2009 IPEF. Reprodução permitida desde que citada a fonte.