logo_express.jpg

Edição 50 – 22 de agosto de 2012_

PROTEF realiza primeira liberação do inimigo natural do percevejo bronzeado no Brasil

O IPEF, através do Programa de Proteção Florestal (PROTEF), realizou a primeira liberação em campo no Brasil do inimigo natural do percevejo bronzeado, o Cleruchoides noackae.

Ovos de percevejo parasitados, oriundos do laboratório de Controle Biológico de Pragas Florestais (UNESP – Campus de Botucatu), foram levados até a Fazenda Itapoã, da empresa associada V&M Florestal, em Paraopeba (MG). A liberação foi feita em 6 de agosto, sob responsabilidade do mestrando Murici Candelária (FCA/UNESP), utilizando adultos do parasitóide e ovos parasitados, para emergência no campo.

A liberação em Minas Gerais foi escolhida devido à grande ocorrência do percevejo no estado, e pela maior facilidade para o transporte dos parasitóides, já que seu tempo de vida é muito curto (em torno de 1 a 2 dias). Apesar do número baixo de indivíduos liberados, este já é um grande avanço para que novas liberações sejam realizadas em outros plantios infestados e para que se obtenham informações do parasitismo no campo, no período de pico populacional da praga, que é o período mais seco do ano. No final de agosto, quando provavelmente o parasitóide esteja completando seu ciclo de vida, a equipe do PROTEF voltará às áreas de liberação para coletar ramos com ovos da praga e proceder com avaliações sobre a eficácia do parasitismo.

Para Luis Renato Junqueira, coordenador técnico do PROTEF, “esta primeira liberação é importante para que possamos avaliar e acompanhar o desempenho do parasitóide nas reais condições de campo, o que pode gerar adequações na metodologia para futuras liberações em outros locais”.

Como próximo passo deste projeto, o PROTEF pretende ampliar a criação do parasitóide C. noackae, com participação dos laboratórios da EMBRAPA Florestas e da Universidade Federal de Viçosa (UFV), para atender ao maior número possível de empresas florestais associadas ao programa, que estão financiando o projeto, com pelo menos uma liberação do parasitóide por empresa ainda em 2012.

Mais informações sobre o PROTEF podem ser obtidas no endereço http://www.ipef.br/protef

Publicado exclusivamente via eletrônica, o IPEF Express não possui periodicidade definida e visa agilizar a divulgação de notas e informações da Diretoria, Coordenadorias do IPEF, seus Programas Cooperativos e atividades correlatas.


Não desejo receber mais este e-mailAcompanhe as ações do IPEF no Twitter

Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
http://www.ipef.br - ipef@ipef.br
Copyright 2009 IPEF. Reprodução permitida desde que citada a fonte.