logo_express.jpg

Edição 69 – 05 de fevereiro de 2014_

IPEF promove a visita de representantes
do FSC® Internacional para conhecer
a realidade florestal brasileira

Uma das grandes dificuldades do setor florestal brasileiro, quando se trata de certificação florestal, em especial do selo FSC®, têm sido a política de produtos químicos permitidos para uso em florestas plantadas. Isto se deve ao fato de o FSC® restringir o uso de diversos produtos em uso, em especial a sulfluramida, usada no controle de formigas cortadeiras.

Visando mostrar a realidade da silvicultura brasileira e sul-americana, o IPEF, através do seu Programa Cooperativo em Certificação Florestal (PCCF), em parceira com suas empresas associadas, com a Associação Brasileira de Celulose e Papel (Bracelpa) e a Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq/USP), promoveu a visita de Hans Joachim Droste e Pasi Miettinen, da Unidade de Política e Padrões (PSU) do FSC® Internacional. A visita teve objetivo apresentar as pesquisas científicas e inovações desenvolvidas pelo setor florestal brasileiro no controle das principais pragas florestais no Brasil, e contou com a participação de mais de 30 profissionais brasileiros, uruguaios, chilenos e argentinos, além de Fabíola Zerbini e Fernanda Rodrigues, do FSC® Brasil.

O grupo assistiu a apresentações institucionais do diretor da Esalq/USP, prof. José Vicente Caixeta Filho, do prof. Luiz Ernesto George Barrichelo, diretor executivo do IPEF, e do coordenador do conselho diretor da Bracelpa e ex-presidente do IPEF, Armando Santiago.

A reunião discutiu sobre os investimentos em pesquisas científicas no manejo integrado de pragas e o uso de pesticidas aliado as boas práticas do setor florestal, no contexto da certificação florestal. Participaram como palestrantes os professores José Luiz Stape, da NCSU, Evoneo Berti Filho e Wesley Godoy, da USP, Aldo Merotto, da UFRGS, e Carlos Frederico Wilcken e Robinson Pitelli, da UNESP.

IMG_0147.jpg
Grupo visualizou de perto os danos das formigas cortadeiras às florestas plantadas

O segundo dia do evento proporcionou visitas em áreas da Estação Experimental de Ciências Florestais de Itatinga, da USP, com demonstrações do controle de formigas cortadeiras e de plantas daninhas, em que foi possível visualizar os danos causados por estas na plantação de eucalipto, além de visitas a mosaicos que intercalam florestas naturais e plantadas.

Kaliana Moro Tanganelli, coordenadora técnica do PCCF, informa que “o FSC® agradeceu o convite e a oportunidade de falar sobre a política de químicos, já que o encontro foi essencial para entender melhor as preocupações da câmara econômica sul sobre o tema, reforçando a importância da troca de experiências e de uma boa comunicação e transparência em todo o sistema”.

Mais informações sobre o PCCF podem ser encontradas no site do IPEF em http://www.ipef.br/pccf

Publicado exclusivamente via eletrônica, o IPEF Express não possui periodicidade definida e visa agilizar a divulgação de notas e informações da Diretoria, Coordenadorias do IPEF, seus Programas Cooperativos e atividades correlatas.

Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
http://www.ipef.br - ipef@ipef.br
Copyright 2009 IPEF. Reprodução permitida desde que citada a fonte.